Transferência do trabalho: veja 4 dicas que vão facilitar sua mudança
Voltar para o blog

Transferência do trabalho: veja 4 dicas que vão facilitar sua mudança

Transições de cidade motivadas pela carreira sempre geram ansiedade e também muitas dúvidas. Principalmente quando tais oportunidades chegam de surpresa, solicitadas pela empregadora, e fazem uma bagunça nos planos.

Antes de tudo, saiba que nenhum funcionário é obrigado à transferência de trabalho para outro município sem que concorde plenamente com isso. Porém, se você aceitar uma proposta que a empresa onde trabalha fizer, terá de organizar uma série de coisas para a nova fase.

Para saber como lidar com essa situação, acompanhe o post até o fim e descubra 4 boas dicas para transferência de trabalho!

 

Saiba o que esperar da empresa

 

A primeira parte do processo é entender os impactos salariais da sua mudança. Conforme a legislação trabalhista, o empregado transferido deve receber da empresa um pagamento suplementar de ao menos 25% nos salários enquanto durar a situação. O adicional de transferência é um dever do empregador perante o funcionário, logo, certifique-se de que os procedimentos estão correndo adequadamente.

Além disso, existem empresas que oferecem ajuda de custo para questões pontuais, como mudança, aluguel de imóvel por período determinado e viagem para o município de destino. Informe-se sobre esses benefícios e descubra se a sua empresa oferece alguma contrapartida.

 

Passe um tempo na nova cidade

 

Reconhecer o lugar da transferência é a melhor atitude para ter um recomeço tranquilo. Para isso, não fique preso apenas às buscas na internet. Se possível, antes mesmo de aceitar a proposta da empresa, vá até cidade e fique alguns dias por lá.

Viste até os principais pontos de interesse, converse com moradores locais e também identifique regiões onde seria interessante morar. Visitar imobiliárias é uma parte importante desse processo. Os profissionais do ramo podem oferecer orientações qualificadas, como um guia de bairros, por exemplo, e, é claro, facilitar o seu processo na busca por uma nova residência.

Converse com a sua família

 

Se você for solteiro, possivelmente não possui vínculos de dependência em sua atual cidade, sendo mais favorável a fazer mudança. Isso não quer dizer que será fácil lidar com a distância de pessoas queridas e a nova rotina, porém, o processo terá menos impeditivos.

No entanto, se você tiver companheiro e filhos, precisa ter muito cuidado para lidar com essa questão. Afinal, a transferência de trabalho de uma pessoa da casa pode mudar a vida de todas as outras, algo que não pode ser decidido sem diálogo.

Portanto, converse com os seus familiares, exponha a proposta, pese com eles os prós e contras do processo e tente chegar a um denominador comum. Certamente, essa abertura tornará a transferência de trabalho mais satisfatória.

 

Ponha as finanças na ponta do lápis

 

Mesmo numa situação em que o procedimento do adicional de transferência esteja adequado e ainda exista ajuda de custo, toda e qualquer conta deverá ser bem discriminada.

Fazer uma mudança de cidade é uma transformação muito significativa em diversos sentidos, especialmente quando pensamos nos planos financeiros. Pense que, além das despesas envolvidas na própria transição entre local e outro, o custo de vida é muito variável entre as regiões.

Assim, para não ter um susto logo nos primeiros meses, priorize a organização do seu orçamento.

 

Ser transferido pode ser bastante interessante para a sua trajetória profissional, mas, também, trazer uma série de incertezas no caminho. Para que essa fase seja tranquila, siga as dicas deste post e esteja aberto a soluções e ideias que possam aliviar o estresse do momento.

E depois de aprender com essas dicas para transferência de trabalho, que tal adquirir conhecimentos sobre mudança de imóvel? Veja também o post “3 dicas para você escolher uma imobiliária de confiança” e veja como encontrar a empresa certa para facilitar esse processo!  



.

Outros posts

  1. É São João: faça sua festa junina sem sair de casa!

    É São João: faça sua festa junina sem sair de casa!

    24 de junho é dia de São João! Você sabe qual a origem dessa data e como comemorá-la em casa esse ano? Separamos informações bem importantes para te ajudar. A origem: No Brasil e no mundo, o dia 24...

  2. Zelador: saiba quais as atribuições desse profissional

    Zelador: saiba quais as atribuições desse profissional

    11 de fevereiro é dia para lembrar daquele profissional que está sempre disposto a ajudar nos prédios: o zelador. Basicamente, o zelador é o braço-direito do(a) síndico(a) e deve zelar pelo andamento...

  3. Visita técnica ao Residencial Monumentum

    Visita técnica ao Residencial Monumentum

    Na tarde da última segunda-feira (09), nossa equipe de Vendas visitou o andamento das obras do Residencial Monumentum, belíssimo empreendimento com previsão de conclusão para junho deste ano.Com apart...

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência.

Condomínio

(55) 98403-4373

Serviços de manutenções e reparos

Consertos e reparos para condomínios
(55) 98403-4380
Consertos e reparos para locações
(55) 99223-0785

Centro

(55) 3025-2626 (55) 98403-2677

Camobi

(55) 3226-2626 (55) 98403-3394

Condomínio

(55) 98403-4373

Serviços de manutenções e reparos

Consertos e reparos para condomínios
(55) 98403-4380
Consertos e reparos para locações
(55) 99223-0785

Centro

(55) 98403-2677

Camobi

(55) 98403-3394